Você não tem permissão para ver essa notícia

ESG na gestão de riscos financeiros

Adotando boas práticas para endereçar as expectativas socioambientais e adquirir resiliência.

um aperto de mãos em frente uma ilustração do mapa do brasil com a representação do dinheiro

31 de janeiro de 2022


Na atual jornada da gestão de riscos, os aspectos sociais, ambientais e de governança (ESG) emergem como fatores cada vez mais preponderantes na atração de investimentos. Nesse sentido, é necessário implementar boas práticas voltadas a mudanças climáticas, inclusão e diversidade, transparência e princípios éticos, para navegar com resiliência frente aos atuais desafios.

Para apoiar as organizações nessa jornada, apresentamos o estudo ESG na Gestão de Riscos Financeiros no Brasil, realizado pela KPMG, que analisa o impacto dos fatores ESG nas rotinas de gerenciamento de riscos financeiros de bancos, gestores de investimentos, tesourarias e entidades seguradoras, considerando os contextos global e nacional.

Com a consolidação de avanços regulatórios no pós-pandemia, a adoção de um modelo de negócio sustentável desponta como fator-chave para ganhar posições no mercado. Em nível nacional, da mesma forma, a alocação de ativos financeiros carimbados com práticas ESG tem ganhado maior importância para gestores de investimentos, sobretudo após alterações normativas anunciadas por entidades como o Banco Central.

Quer saber como navegar nos atuais desafios ESG na gestão de riscos financeiros? Clique aqui e acesse a publicação na íntegra!

()