Você não tem permissão para ver essa notícia

Desafios do saneamento nas grandes cidades

KPMG e Macroplan analisam o progresso do saneamento básico nos 100 maiores municípios do país

imagem de um conjunto de canos vistos pela abertura

22 de dezembro de 2021


Apesar da melhora nos indicadores da última década, o acesso ao saneamento básico nas 100 maiores cidades do Brasil caminha em velocidade aquém da esperada. Além disso, disparidades regionais impõem desafios à universalização pelo país.

Essa é uma das principais conclusões do estudo As 100 Maiores Cidades do Brasil e o Desafio da Universalização do Saneamento, produzido pela KPMG em parceria com a Macroplan, que investigou a universalização do saneamento básico nos 100 maiores municípios do país.

O levantamento aponta que somente 38 das cidades avaliadas conseguirão universalizar os serviços de água e saneamento até 2033, considerando o modelo atual.

À luz desse enorme desafio, o estudo propõe recomendações para acelerar o investimento no setor, como a consolidação do Novo Marco Regulatório; a aceleração da transformação organizacional das empresas estatais; o fortalecimento da segurança jurídica de contratos, bem como do mercado de capitais; dentre outros.

Para conferir esses e outros apontamentos do estudo, clique aqui!

()