Você não tem permissão para ver essa notícia

Pesquisa estima crescimento em vendas do varejo

Conheça os insights do estudo “Alegre e Brilhante: Executivos do varejo estão otimistas com as vendas de fim de ano”.

imagem de um notebook visto de cima com um pacote de presente sobre o teclado

29 de novembro de 2021


Por serem grandes impulsionadores de vendas, a Black Friday, o Natal e o Réveillon trazem altas expectativas para os varejistas do mundo inteiro.

Observando essa tendência, a KPMG dos Estados Unidos realizou, em agosto de 2021, o estudo “Alegre e Brilhante: Executivos do varejo estão otimistas com as vendas de fim de ano”, que ouviu mais de 100 executivos tomadores de decisão, no nível de vice-presidente ou acima, em empresas com mais de US$ 500 milhões em receitas.

Assim, foi possível concluir que, neste ano, é estimado um aumento de 7% nas vendas do período, quando comparado a 2020. Além disso, os varejistas acreditam que os negócios realizados nessa época devem representar uma média de 35% das vendas anuais totais.

Outro ponto importante, segundo esses executivos, é a previsão de que as vendas online cresçam 35% em 2021. Por isso, há uma predisposição para que as estratégias sejam focadas em e-commerce e em diversidade nas opções de entrega.

Em contrapartida, existem aspectos aos quais os varejistas precisam estar atentos. Entre ele, estão grandes desafios para o período como o esgotamento da capacidade logística, a escassez de motoristas e a variante delta da covid-19.

Dessa forma, investir em estoques de segurança, utilizar fornecedores alternativos e apostar em e-commerce e em medidas de segurança nas lojas físicas serão saídas plausíveis para essas situações.

Quer saber mais? Clique aqui e confira todos os insights da pesquisa.

()