Você não tem permissão para ver essa notícia

Governança Corporativa

Informe sobre o Código Brasileiro de Governança Corporativa

Em seu primeiro ano, o Estudo tem como base as informações divulgadas por 107 empresas abertas no Brasil.

1 de julho de 2019
imagem do perfil de um rosto com ilustração de dados escritos sobre ele

No final de 2018, pela primeira vez, empresas registradas na categoria A da B3 e listadas no IBRX-100 e no IBOVESPA foram solicitadas a divulgar o Informe sobre o Código Brasileiro de Governança Corporativa (CBGC), de acordo com a Instrução 586 da Comissão de Valores Mobiliários. O objetivo da ICVM586 é de avaliar quais das 54 práticas do CBGC, são ou não são adotadas pelas companhias, abrangendo acionistas, o conselho de administração, diretoria, órgãos de fiscalização e controle e políticas e procedimentos.

Para a formalização das práticas previstas no Código foi adotado o modelo “pratique ou explique”, que permite as empresas justificar a eventual não aderência a determinada prática recomendada. Quatro respostas são permitidas: prática adotada, adotada parcialmente, não adotada ou não aplicável. Caso sejam selecionadas as opções “adotada parcialmente” ou “não adotada”, a resposta deve vir acompanhada de uma justificativa.

Os resultados deste levantamento têm como base as informações divulgadas por 107 empresas – sendo que 95 foram obrigadas a preencher e divulgar o documento, enquanto 12 o fizeram voluntariamente.

Acesse o estudo completo clicando aqui.

()

Este site utiliza cookies para proporcionar a funcionalidade necessária e aprimorar sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar pelo site, você concorda com a utilização de cookies conforme descrito na declaração de privacidade on-line da KPMG. Você tem o direito de acessar seus dados pessoais para que sejam modificados, corrigidos ou excluídos. Para isso, você deve entrar em contato com privacidade@kpmg.com.br.