Você não tem permissão para ver essa notícia

Vacinação reforça otimismo dos empresários

Pesquisa da KPMG sobre o impacto da Covid-19 chega a 6ª edição.

mulher negra olhando para o celular

04 de outubro de 2021


A retomada dos negócios ganha um novo folego com o avanço da vacinação contra a Covid-19 no Brasil. A 6ª edição da Pesquisa nacional sobre o impacto da Covid-19 nos negócios, produzida pela KPMG, observou que 100% das empresas brasileiras que participaram do estudo estão mais otimistas, enquanto na edição anterior 85% apresentavam o mesmo otimismo.

“O avanço da vacinação tem sido determinante para proporcionar mais segurança para os executivos e a sociedade em geral. Ainda assim, todos os aprendizados desse período devem ser mantidos e aperfeiçoados, principalmente os esforços direcionados para redução de custos, ampliação da competitividade, investimentos em inovação, experiência do cliente e geração de negócios”, destaca Jean Paraskevopoulos, sócio-líder de Clientes e Mercados da KPMG no Brasil e na América do Sul.

Os planos e prazos de negócios de 50% das empresas não sofreram alterações após o início da vacinação. Para 21%, os prazos e projetos tiveram algum impacto, e para 18% os planos não foram alterados, mas os prazos e projetos sofreram mudanças, enquanto 11% tiveram alterações no plano de negócios, mas não nos prazos e projetos.

Oitenta e quatro por cento dos respondentes acreditam que o setor em que atuam voltará a operar normalmente dentro de 6 meses a 1 ano, como consequência da vacinação. Já 13% ainda calculam de 2 a 5 anos para essa retomada, e 3% não vê um volta normal para as operações.

Confira todos os insights da pesquisa, clique aqui.

()