Você não tem permissão para ver essa notícia

Energia e Recursos Naturais

9ª Conferência ENR: Transição energética, estratégias e 5G

Confira os insights do terceiro e último dia do evento.

24 de setembro de 2021
linhas de luz azuis em um fundo pretp

Os debates da manhã do dia 17 de setembro encerraram com sucesso a Conferência. Os painéis simultâneos olharam para o futuro do setor e apresentaram perspectivas e estratégias para o longo prazo.

A sala O&G debateu o tema “A futura matriz energética da indústria automotiva nacional”, com a mediação de Ricardo Bacellar, sócio-líder de Automotivo e Flávia Spadafora, sócia-diretora de Industrial Markets, ambos da KPMG no Brasil. Pensando nas questões climáticas e exigências dos clientes, os especialistas do setor automotivo explicaram que a transição energética é uma questão em pauta há anos e cada empresa investirá no que for viável para seu negócio. E além das fontes renováveis essenciais para substituir o combustíveis fósseis, que têm um longo caminho pela frente, a tecnologia é fundamental para otimizar a mobilidade e o fluxo de logística.

Franceli Jodas, sócia-líder de Power & Utilities, Marcio Kanamaru sócio-líder de Tecnologia, Mídia e Telecomunicações, ambos da KPMG no Brasil, e David Felix, sócio-diretor da área de Consulting da KPMG em Portugal, estiveram na sala P&U - O 5G e as possibilidades de negócios intersetoriais, ao lado de outros profissionais. Eles conversaram sobre o impacto significativo que o 5G terá para o avanço da economia, da sociedade, e do desenvolvimento neste momento de transformação. David compartilhou sua experiência na Europa, onde as smart cities já são uma realidade, por exemplo, e todos trouxeram pontos de vista sobre o impacto da tecnologia no Brasil.

A sala M&M, com o tema “Desafios no mundo pós-pandemia e as perspectivas para o setor da mineração”, foi mediada por Georges Almeida, sócio-líder de Estratégia em Infraestrutura da KPMG no Brasil e na América do Sul, e Ricardo Marques sócio-líder do segmento de Metais e Mineração da KPMG no Brasil. Os profissionais do setor que participaram da sala comentaram sobre os principais desafios presenciados na pandemia, como a incerteza econômica e o impacto na saúde mental dos colaboradores e familiares. Apesar das dificuldades, o setor de mineração foi considerado atividade essencial e conseguiu manter resultados mesmo com os desafios, preservando sua reputação e aproximação com a comunidade. Agora, é o momento de trabalhar pensando em longo prazo para efetivar o crescimento.

“C&P: Estratégia de longo prazo para a competitividade da indústria química” foi a sala conduzida por Sérgio Bento, sócio-líder do segmento de Chemicals & Petrochemicals da KPMG no Brasil, com a gentil participação como mediador de Ciro Marino, Presidente Executivo da ABIQUIM. A indústria química é estratégica para o Brasil, pois conta com fontes de matéria prima, insumos energéticos e grande potencial de desenvolvimento. Os investimentos estrangeiros no setor são um ponto positivo. No entanto falta investimento interno para fortalecer ainda mais a indústria e criar sistemas de inovação.

A sala “Renewables: Os desafios da transição energética Justa”, mediada por Franceli Jodas e Nelmara Arbex, sócia-líder de ESG Advisory, da KPMG no Brasil, trouxe uma reflexão sobre os movimentos que a transição energética poderá oferecer para a sociedade. Os especialistas convidados comentaram acerca dos empregos gerados por suas empresas, que atuam com fontes diversas de energia. Para produzir energia eólica, por exemplo, os postos de trabalho precisam de milhares de pessoas, e o impacto social de uma época de safra é transformador. A transição beneficia a comunidade e toda a cadeia produtiva.

Além dos painéis, a Conferência ENR disponibilizou a visitação online de uma exposição com serviços prestados pela KPMG, como o Lighthouse, Alianças, ERM Cloud, entre outros.

()

Este site utiliza cookies para proporcionar a funcionalidade necessária e aprimorar sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar pelo site, você concorda com a utilização de cookies conforme descrito na declaração de privacidade on-line da KPMG. Você tem o direito de acessar seus dados pessoais para que sejam modificados, corrigidos ou excluídos. Para isso, você deve entrar em contato com privacidade@kpmg.com.br.