Você não tem permissão para ver essa notícia

Conselheiros atentos ao futuro

KPMG aponta, em análise, destaques sobre a crise da pandemia, os riscos e o futuro na Auditoria Interna.

pessoas sentadas em volta de uma mesa que vemos na imagem por cima

20 de setembro de 2021


Auditoria interna, reavaliação de riscos e prioridades estratégicas são os tópicos estudados pela KPMG na análise Círculo da confiança: conexões críticas entre o diretor-executivo de auditoria (CAE) e o Comitê de Auditoria.

Com insights do evento que debateu a relevância da reavaliação dos riscos e estratégias das empresas, o “2021 Global Audit Management Conference”, a análise destaca a mudança na intensidade de supervisão adotada por diversos conselhos de organizações, especialmente após alterações em suas abordagens e processos de resposta à crise originada na pandemia.

Palestrantes revelaram que os diretores-executivos de Auditoria Interna (CAEs) têm potencial para desempenhar um papel importante no conselho da organização, ajudando em pautas densas, evidenciando as oportunidades certas e os riscos. A análise da KPMG também aponta como conselheiros atentos ao futuro geram valor para a auditoria interna.

Para conferir o folder com todas as informações, clique aqui!

()