Você não tem permissão para ver essa notícia

Novo consumidor faz acelerar disrupção no agronegócio

Confira a segunda parte do episódio da websérie sobre Os impactos do 5G no Agronegócio com a Embrapa.

02 de setembro de 2021


As exigências do novo consumidor, mais preocupado com nutrição e saúde, têm estimulado a inovação na cadeia do agronegócio, que utiliza tecnologia para dar maior transparência ao seu processo produtivo e para atender às questões ambientais, sociais e de governança (ESG), que vêm ganhando cada vez maior relevância em todo o mundo.

No novo episódio da série Os impactos do 5G no Agronegócio, Giovana Araújo, sócia-líder de Agronegócio da KPMG, continua a conversa com Silvia Massruhá, head da Embrapa Informática Agropecuária. Participou da conversa, também, Marcio Kanamaru, sócio-líder de Tecnologia, Media e Telecomunicações da KPMG.

Segundo Silvia, o novo consumidor quer entender como foi produzido o alimento e como ele chegou à sua mesa. Entre os vários impactos positivos, o 5G vai facilitar a rastreabilidade dos produtos e acelerar ainda mais a inovação. A Embrapa já trabalha em projetos de pesquisa que poderão se beneficiar do 5G, como os testes com a irrigação de precisão, que permite economizar 30% de água, tornando o processo de produção mais sustentável.

A head da Embrapa Informática considera que o uso da tecnologia é importante para o desenvolvimento de novas soluções para o setor. Nessa linha, a empresa vem trabalhando em parceria com universidades, com startups e com outras companhias. Os dados coletados são disponibilizados numa plataforma – a Agro API –, num processo de inovação aberta. “Não é preciso reinventar a roda”, resume Silvia.

Confira essa conversa!


Acompanhe os próximos episódios aqui no App KPMG!

Assista também a primeira parte desse bata-papo:
5G com foco no Agro

()