Você não tem permissão para ver essa notícia

5G com foco no Agro

Apenas 23% da área agrícola brasileira tem cobertura de internet. 5G irá maximizar e expandir a rede atual.

19 de agosto de 2021


Responsável por 25% do PIB nacional e importante para garantir a segurança alimentar mundial, a agricultura brasileira pode avançar muito com a ampliação da conectividade rural. Na websérie Os impactos do 5G no Agronegócio, entram em debate os benefícios da agricultura digital, os desafios para ampliar a utilização da internet no campo e a necessidade de capacitação dos produtores para que o Brasil possa praticar o modelo de fazenda inteligente, que opera com base em dados e com a menor intervenção humana possível.

Neste episódio, a sócia-líder de Agronegócio da KPMG, Giovana Araújo, e o sócio-líder de Tecnologia, Media e Telecomunicações da KPMG, Marcio Kanamaru, conversam com Silvia Massruhá, head da Embrapa Informática Agropecuária.

Giovana Araújo destacou que estudo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da ESALQ (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz) indica que o Brasil poderia agregar de R$ 50 bilhões a R$ 100 bilhões destravando a conectividade rural. A cobertura de internet atual atende apenas 23% da área agrícola e, segundo a Silvia Massruhá, apesar de baixa, a rede tem capacidade ociosa. Por isso, a pesquisa aponta dois cenários. Um deles foca na maximização da atual rede de 4.400 torres 2G, 3G e 4G, e outro na adição de 15 mil torres.

Para Silvia Massruhá, a pandemia acelerou o uso de tecnologias digitais no campo, mas um dos desafios é a capacitação de pequenos e médios produtores para uso mais efetivo e incorporação de novas tecnologias, como biotecnologia, nanotecnologia, agricultura de precisão e robótica. “A convergência disso tudo é que vai ser o diferencial para o Brasil manter seu protagonismo nos próximos anos.”

A internet precisa estar no dia a dia do campo, não apenas na sede da fazenda. Por meio de imagens, será possível, por exemplo, identificar uma praga na lavoura e contar cabeças de gado no pasto e frutas no pomar, e irrigar apenas o talhão que precisa de água. “Tudo isso precisa do 5G.”

Confira o bate-papo no vídeo a seguir:


Acompanhe os próximos episódios aqui no App KPMG South America Cluster!

()