Você não tem permissão para ver essa notícia

Recorde de fusões e aquisições no 1º trimestre de 2021

A expectativa da vacinação anima as empresas a implementarem seus planos de negócios.

imagem abstrata de uma onda azul

11 de agosto de 2021


O Brasil registrou recorde de operações de fusões e aquisições (M&A) no primeiro trimestre deste ano, de acordo com levantamento da KPMG Corporate Finance. Foram 375 operações, 244 delas envolvendo empresas brasileiras. É o maior número dos últimos 20 anos. A expectativa da vacinação da população explica esse movimento das organizações, que gradativamente retornam ao mercado para implementar seus planos de negócios.

As empresas de tecnologia (Internet e Tecnologia da Informação) fecharam 205 dos negócios de M&A no Brasil, o que representa mais da metade do total das operações apuradas na pesquisa. Esse desempenho é considerado inédito e pode indicar uma mudança do perfil dessas transações no país. O Estado de São Paulo concentrou a maior parte dos negócios, com 202 operações de M&A (53,9%).

Embora o motor das transações seja de empresas brasileiras, é possível perceber a volta de estrangeiros ao país, cuja presença tinha diminuído desde o início da pandemia. Os principais países que fizeram negociações cross border com empresas brasileiras foram Estados Unidos (72), Argentina (11), Reino Unido (6) e Japão (5).

O estudo registrou ainda 13 operações do tipo CB2 (empresa brasileira adquire estrangeira estabelecida no exterior), 1 CB3 (empresa brasileira compra empresa estrangeira estabelecida no Brasil) e outra do tipo CB4 (estrangeiro adquire de outro estrangeiro uma empresa estabelecida no Brasil).

Leia o estudo completo clicando aqui.

()