Você não tem permissão para ver essa notícia

Advisory

Tecnologias emergentes, riscos e continuidade dos negócios

Confira os destaques de mais um episódio da websérie Risk Journey.

30 de abril de 2021

Tecnologias emergentes têm sido adotadas pelas empresas para aumentar o potencial dos negócios. Segundo pesquisa da KPMG, 50% dos CEOs querem usar tecnologia em grande escala nos próximos 3 anos e automatizar processos através de robotização.

No entanto, é essencial que sejam mapeados os potenciais riscos ao usar essas tecnologias, e a área de TI pode contribuir nessa discussão. “Cada vez mais, o grupo de tecnologia contribui para a estratégia”, afirma Piter Demétrio, sócio de Emerging and Tech Risks da KPMG no Brasil, durante o Risk Journey, que aconteceu em 29 de abril.

Em seguida, Leandro Augusto, sócio-líder de Cyber Security da KPMG no Brasil, falou sobre continuidade dos negócios após a pandemia e destacou a resiliência como elemento fundamental para isso.

Leandro explicou que muitas empresas se voltaram para o Plano de Continuidade de Negócios para identificar ameaças e, assim, encontrar uma resposta rápida e efetiva. “A gente precisa entender o que está acontecendo em nossas operações para identificar falhas e se preparar antes”.

()

Este site utiliza cookies para proporcionar a funcionalidade necessária e aprimorar sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar pelo site, você concorda com a utilização de cookies conforme descrito na declaração de privacidade on-line da KPMG. Você tem o direito de acessar seus dados pessoais para que sejam modificados, corrigidos ou excluídos. Para isso, você deve entrar em contato com privacidade@kpmg.com.br.