Você não tem permissão para ver essa notícia

Cidades inteligentes

Confira os insights do novo estudo lançado pelo hub de inovação Distrito.

capa do estudo. Está escrito smart cities

15 de março de 2021


A ideia de construir cidades inteligentes acompanha a sociedade há décadas, desde o período entre guerras. Atualmente, os avanços tecnológicos permitem por em prática as idealizações de anos atrás e agregar inovação às áreas urbanas, transformando operações e processos em diversos setores.

Cidades limpas, seguras e economicamente prósperas podem ser uma realidade com a implementação de soluções urbanas. O estudo Distrito Smart Cities Report, produzido pelo hub de inovação Distrito, reuniu dados de 166 startups em atividade atualmente no Brasil, dedicadas às cidades inteligentes, para conhecer as soluções para esse ecossistema.

A publicação é uma fonte de informação sobre novas tecnologias e inovação no mercado de planejamento urbano no país. 

As 166 startups para cidades inteligentes foram divididas em categorias para análise, sendo elas: infraestrutura urbana, gestão de resíduos, mobilidade, segurança, soluções ecológicas, qualidade de vida, operações municipais e planejamento e gestão.

A Região Sudeste concentra a maioria das startups. Apenas a cidade de São Paulo abriga 42% dos hubs de inovação. A Região Sul está em segundo lugar, com destaque para Santa Catarina. Já na Região Nordeste, o estado do Pernambuco reúne a maioria das startups.

O estudo compartilha a visão de especialistas no ecossistema, apresenta cases nacionais, dados sobre a gestão e quais são as startups com maior potencial e visibilidade.

Acesse o estudo completo, clique aqui.

()