Você não tem permissão para ver essa notícia

Vídeos

Conversa de startupeiros

Saiba como foi a live da KPMG com gigantes de startups.

8 de dezembro de 2020

A KPMG lançou o Emerging Giants Success Guide 1.0, um passo a passo para auxiliar os empreendedores no desenvolvimento de startups. E, para a ocasião, reuniu importantes nomes à frente de startups para um bate-papo incrível sobre esse universo de inovação.

A live foi realizada na última quinta-feira (4) sob a condução de Robson Del Fiol, sócio-líder de Emerging Giants da KPMG no Brasil, com participação de Camilla Pádua, líder de People Transformation na Leap, Adhemar Milani Neto, cofundador e CEO da Kovi, e Stefan Rehm, cofundador e CEO da Intelipost.

Os participantes falaram um pouco de sua jornada empreendedora e responderam às perguntas da plateia. Eles contaram o que os inspirou a criar suas startups, os percalços de empreender, traçaram um paralelo com os mercados de outros países, e comentaram sobre como obter recursos, entre outros tópicos. Veja como foi esse encontro:

Homem de óculos, veste camisa social, terno e gravata

Ecossistema de startups

Confira também a entrevista com Jubran Coelho, sócio-líder de Private Entrerprise da KPMG no Brasil. Ele comenta o pioneirismo no lançamento do Emerging Giants Success Guide 1.0, o potencial das startups e do mercado que envolve esse ecossistema:

A KPMG acaba de lançar o Emerging Giants Success Guide 1.0, uma iniciativa pioneira entre as big four. Qual é a relevância de um material como esse para os empreendedores?
O material pode ser visto tanto da perspectiva de quem está no início do ciclo, servindo de inspiração e guia, como também trazendo pontos essenciais para aqueles que já estão querendo sair do ciclo de ser uma emerging giant para um negócio ainda maior. Lembrando que esse guia é o 1.0, ou seja, é só o começo. Fiquem plugados, pois a turma aqui está tracionando como nunca!!!!

Qual é o potencial do mercado de startups e por que ele é importante para a KPMG?
Obviamente, o potencial é bastante relevante na ótica financeira, mas há um potencial qualitativo ainda mais relevante relacionado ao nosso propósito de apoio ao empreendedorismo. O Brasil precisa deixar de ser o país do futuro, e acredito que o ecossistema tem um papel de destaque nesse sentido. Precisamos nos tornar mais leves e, portanto, ágeis. Um país deste tamanho, com tanta gente qualificada e querendo fazer a diferença, possui todos os elementos para ser, além de um grande provedor de commodities para o mundo, também um grande gerador de inovação, de serviços e produtos de ponta. E cada um em sua caixinha de expertise: adtechs, fintechs, agtechs e healthtechs, só para mencionar algumas.

Como as emerging giants estão inseridas na estratégia de Private Enterprise?
As emerging giants de hoje fazem parte de uma estratégia que captura não só a foto, na qual elas aparecem como emerging, mas o vídeo de todo o ciclo de vida delas, quando nascem, crescem e se tornam gigantes. Assim como as emerging de hoje estão aí, amanhã teremos também as novas emerging giants e também as novas big corps. Nossa estratégia não é de momento e sim de vida (clientes for life).

()

Este site utiliza cookies para proporcionar a funcionalidade necessária e aprimorar sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar pelo site, você concorda com a utilização de cookies conforme descrito na declaração de privacidade on-line da KPMG. Você tem o direito de acessar seus dados pessoais para que sejam modificados, corrigidos ou excluídos. Para isso, você deve entrar em contato com privacidade@kpmg.com.br.