Você não tem permissão para ver essa notícia

Carreiras

Reinvenção da área de Recursos Humanos

Estudo da KPMG destaca prioridades da área diante dos reflexos da pandemia.

1 de dezembro de 2020

Prioridades, investimentos e habilidades da força de trabalho da área de Recursos Humanos foram realinhados em um curto período para atender às exigências da nova realidade, impostas pela pandemia de Covid-19.

Para compreender como os executivos de Recursos Humanos estão conduzindo as mudanças necessárias na área, a KPMG desenvolveu o estudo Pulso do RH 2020 (HR Pulse 2020, em inglês) com a participação de 1.288 executivos de RH, de 59 países e territórios e 31 setores-chave da economia.

Questões como trabalho flexível, requalificação e transformação digital já eram consideradas importantes para o RH, agora são pontos decisivos. Mais de dois terços dos executivos de Recursos Humanos, 69%, acreditam que o RH precisa se reinventar e se transformar completamente.

“A área de Recursos Humanos deve realizar uma transição imediata e parar de apagar incêndios decorrentes dos impactos da pandemia para executar ações de longo prazo com o objetivo de empoderar a força de trabalho de suas organizações”, destaca Camilla Pádua, líder de People Consulting da KPMG no Brasil.

O estudo revela que 40% dos colaboradores continuarão a trabalhar remotamente e 35% dos colaboradores precisarão ser requalificados nos próximos dois anos. Isso leva a novos desafios, como gerenciar meios para medir a produtividade, manter a colaboração e a experiência individualizada para os colaboradores.

Entre as novas prioridades da área, o estudo destaca as medidas para assegurar a experiência e o bem-estar dos colaboradores, o auxílio às lideranças no desenvolvimento da nova gestão e das habilidades de liderança para prestar suporte ao trabalho remoto e a redefinição ou aprimoramento adicional da cultura para enfatizar o enfoque digital.

Setenta e sete por cento dos entrevistados planejam aumentar a qualificação de até 30% de sua força de trabalho em recursos digitais nos próximos dois a três anos. Criar ambientes que estimulem a inovação faz parte da nova realidade da área.

Acesse o estudo completo clicando aqui.

()

Este site utiliza cookies para proporcionar a funcionalidade necessária e aprimorar sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar pelo site, você concorda com a utilização de cookies conforme descrito na declaração de privacidade on-line da KPMG. Você tem o direito de acessar seus dados pessoais para que sejam modificados, corrigidos ou excluídos. Para isso, você deve entrar em contato com privacidade@kpmg.com.br.