Você não tem permissão para ver essa notícia

Vídeos

KPMG participa do 20º Congresso IBGC

Evento reuniu mais de 700 pessoas. Confira os destaques.

17 de setembro de 2019

Em 2 e 3 de setembro, a KPMG patrocinou o 20º Congresso IBGC - Instituto Brasileiro de Governança Corporativa -, em São Paulo, que abordou o tema Fator Humano na Governança Corporativa, tratando de Gestão de Pessoas na Era Digital, na abertura do evento, com Charles Krieck, presidente da KPMG no Brasil e na América do Sul.

“Os ciclos estão mais curtos, as decisões têm mais impacto de curto prazo e o perfil de investimento muda, tanto em capital quanto em pessoas”, destacou Krieck, chamando a atenção para as mudanças de cargos e funções dentro das companhias. “Precisamos entender a razão destas mudanças, que é brusca e radical.”

Krieck comentou que é necessário aproveitar as mudanças. “Temos que assegurar que os melhores talentos estarão com a gente e transformar nossos negócios. Temos de entender os anseios das pessoas e entender como elas pensam, oferecer oportunidades para que as pessoas trabalhem em casa. Entender os anseios das pessoas e como as motivar, entender os desafios de curto prazo”.

Transformar cultura para transformar negócios

O primeiro dia ainda trouxe importantes discussões e reflexões sobre ética, governança e sociedade; o fator humano como agente de transformação; as tecnologias que impactarão os próximos 5 anos; quem é o novo usuário e os impactos nas relações e na sociedade; governança corporativa como fator crítico do aprimoramento do mercado de capitais, as transformações e cultura de longo prazo no mercado de capitais; os impactos das emoções no processo decisório das empresas familiares; comunicação, convivência e colaboração; e habilidades socioemocionais aplicadas ao Conselho.

No segundo dia, em dois momentos, a KPMG marcou presença. Inicialmente com André Coutinho, sócio-líder de Clients & Markets, moderando o painel Transformar cultura para transformar negócios, com Eliezer Silva, diretor de Medicina Diagnóstica no Hospital Albert Einstein; Guilherme Cavalieri, presidente da ABRH-SP; e Paulo Caffarelli, CEO da Cielo.

Quem passou pelo estande da KPMG foi servido de café por um robô que manipulava a cafeteira e entregava o produto ao cliente

“O fator humano é extremamente relevante. As pessoas precisam acompanhar mudanças, e as empresas precisam olhar para toda essa transformação”, destacou André Coutinho, ao comentar os resultados e insights da pesquisa da KPMG sobre o Futuro do RH.

O sócio também comentou ao longo da moderação o quanto as empresas precisam ter foco na experiência do funcionário, assim como pensam na experiência do cliente, e por isso a comunicação tem que fluir e mostrar propósito. “As novas gerações não pensam mais na questão financeira, mas no propósito, em mostrar por meio de atitudes que a gente pode se envolver e dar atenção às demandas da sociedade, e as lideranças precisam dar a elas essa oportunidade”.

três homens sentados em cadeiras no palco do evento e um homem em pé conduzindo o debate
André Coutinho conduz painel de debates
Charles Krieck na abertura do evento

O cliente multidimensional

Na sequência, Willy Kruh, líder global de Consumo & Varejo da KPMG, e Guilherme Nunes, líder de Consumo & Varejo da KPMG no Brasil, conduziram o painel O cliente multidimensional, em que mostraram o quanto as tecnologias mudaram o jogo na última década, provocando o declínio de grandes players mundiais.

“O modelo e regras de muitas empesas já foram reescritos”, alertou Kruh. “Sua empresa se ligou nisso?”, provocou. “Estamos na era do cliente e na KPMG olhamos isso de forma mais ampla do que qualquer outra empresa”, ressaltou, apresentando dados do estudo Me, my life, my wallet, da KPMG.

“O ritmo da mudança nunca foi tão rápido e nunca será lento novamente”. Apontou o líder, citando Justin Trudeau.

Guilherme Nunes destacou dados que mostram que o consumidor está menos confiante nas instituições, mais preocupado com as finanças e receptivo às novas tecnologias.

Os estudos recentes mostram que o consumidor está mais tecnológico, gosta de se sentir bem informado, busca por plataformas de compra e venda de produtos e por soluções de compartilhamento. “O consumidor brasileiro entende o valor de seus dados pessoais e aceita que sejam usados desde que haja um compromisso de contrapartida”.

A apresentação da KPMG no IBGC ainda chamou atenção para o fato de a Geração Z ter crescido com internet e não conhecer outro mundo. Que vive em meio a movimentos por justiça social, quer experiências previsíveis, é  progressista e cresceu na recessão.

Por fim, o líder global de Consumo & Varejo da KPMG deixou um recado: “Desafiem os executivos, o mundo está mudando muito rapidamente.”

As palestras que seguiram no segundo e último dia do 20º Congresso IBGC foram:

•             O Conselho na era digital

•             Ser humano 4.0: preparação para a nova era

•             Da diversidade para a inclusão

•             Inteligência artificial, ética e regulação

•             Governança em movimento

•             Grandes ideias que transformaram o mundo e desafios globais

Assista ao vídeo e confira a percepção dos líderes da KPMG, que acompanharam toda a programação, contam sobre este evento que reuniu importantes lideranças empresariais do Brasil.

Nenhum ()

Este site utiliza cookies para proporcionar a funcionalidade necessária e aprimorar sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar pelo site, você concorda com a utilização de cookies conforme descrito na declaração de privacidade on-line da KPMG. Você tem o direito de acessar seus dados pessoais para que sejam modificados, corrigidos ou excluídos. Para isso, você deve entrar em contato com privacidade@kpmg.com.br.