Você não tem permissão para ver essa notícia

As mudanças tributárias na América Latina

Último KPMG Insights e Oportunidades debateu os destaques do Tax Summit. Confira!

foto de 4 pessoas. três lado a lado e uma em um telão ao fundo. Duas são mulheres e os outros dois são homens

27 de junho de 2022


O grande volume de transações em M&A em empresas de tecnologia, a entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a Reforma Tributária e as mudanças legislativas em países da América Latina foram alguns dos destaques do Tax Summit, promovido pela KPMG.

O evento reuniu alguns dos principais players do setor para debater as últimas tendências e os desafios em tributos na América Latina. No último KPMG Insights e Oportunidades, que ocorreu em 24/06, Marcus Vinícius Gonçalves, sócio-líder de Tax da KPMG no Brasil e na América do Sul, e Ericson Amaral, sócio de Tax da KPMG no Brasil, se reuniram para debater os temas abordados pelo Tax Summit.

Ericson comentou que a aprovação do Brasil na OCDE dependerá da adaptação da legislação do país. “No campo tributário já vemos isso. O Brasil participa ativamente das discussões na OCDE. Cada vez mais, isso vai acontecer. Temos BEPS 1 e BEPS 2 agora que estão também ganhando cada vez mais força. Então a gente vai ter claramente mudanças significativas na parte tributária”.

No debate mediado por Franceli Jodas, sócia-líder de Power & Utilities da KPMG no Brasil, e Janine Goulart, sócia-líder de Global Mobility e Labor da KPMG no Brasil, Marcus Vinicius comentou a reforma tributária e a necessidade de mudanças nos impostos indiretos.

“Reforma Tributária de verdade, de que a gente precisa, é a reforma dos impostos indiretos, porque esses são os impostos que trazem, hoje, maior complexidade para o sistema tributário brasileiro”, destaca o sócio.

Para conferir o debate na íntegra, assista à edição completa do KPMG Insights e Oportunidades abaixo:

()