Você não tem permissão para ver essa notícia

Investimento privado na universalização do saneamento no Brasil

Terceiro episódio da série tem participação do diretor-executivo da ABCON.

três pessoas posadas, lado a lado, sorrindo, de roupa social. Uma mulher e dois homens.

23 de junho de 2022


Segundo a pesquisa “Quanto custa universalizar o saneamento do Brasil”, realizada pela KPMG em parceria com a ABCON, serão necessários R$ 753 bilhões de investimento para a universalização do saneamento.

Para comentar os resultados da pesquisa, Maurício Endo, sócio-líder de Governo e Saneamento da KPMG no Brasil, e Soraya Vallilo, sócia-líder de Infrastructure Finance da KPMG no Brasil, recebem Percy Soares Neto, diretor-executivo da ABCON SINDCON (Associação e Sindicato Nacional das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto).

Percy comenta que o setor reagiu bem e viu um crescimento nos investimentos privados após o Novo Marco do Saneamento, e os investidores privados têm disposição para continuar aumentando a sua participação no setor, devendo contribuir com 40% a 50% dos recursos necessários para a universalização dos serviços até 2033.

Ouça:

 

()