Você não tem permissão para ver essa notícia

A evolução contínua da Indústria 4.0 no Brasil

Capítulo 7 da pesquisa da KPMG destaca as iniciativas que têm atraído a atenção dos executivos para impulsionar a Indústria 4.0 no país.

imagem de um homem de social subindo escadas

25 de abril de 2022


Um avanço gradativo ou evolução contínua: essa é a forma como os executivos de manufatura e do agronegócio descrevem o cenário da Indústria 4.0 no Brasil. Impulsionada por novos recursos tecnológicos, por exigências regulatórias e de clientes e estimulada por iniciativas de melhoria de produtividade e inovação, a transição rumo à Indústria 4.0 exigirá das empresas, além da infraestrutura tecnológica, um foco na mudança de processos e de mindset.

Essa é uma das principais conclusões do capítulo 7, “Perspectivas de evolução para a Indústria 4.0 no Brasil”, da pesquisa Indústria 4.0 no Brasil - Cenário e Perspectivas, realizada pela KPMG junto a mais de 100 executivos brasileiros, com foco nos setores de manufatura e agronegócio. Conforme mostra a pesquisa, a revisão e integração dos processos, a digitalização de controles manuais e a visão computacional, dentre outras, são algumas das iniciativas que têm chamado a atenção dos executivos.

A publicação destaca, ainda, as principais tendências de curto prazo para a Indústria 4.0, com destaque para:

  • Crescimento de projetos de Inteligência Artificial com melhores resultados econômicos.
  • Aumento do número de projetos de simulação digital (digital twins).
  • Avanço da tecnologia 5G, que possibilitará novas aplicações na indústria e no agronegócio, especialmente relacionadas à visibilidade em tempo real.

Para ter acesso ao conteúdo completo deste sétimo capítulo, clique aqui!

()